Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Relacionamentos

Você já sentiu vontade de trair?

Se você conseguir manter um vínculo forte e uma vida sexual saudável com seu parceiro, mesmo quando a "vida" acontecer e tudo se transformar em uma rotina, então você minimizará as chances de que a traição aconteça. Porque o verdadeiro segredo de um relacionamento saudável a longo é NÃO cair na rotina.
Essa é uma pergunta que recebo MUITO. Falam que sou bonita e que o Aaron está a quilômetros de distância. Como eu consigo? O Aaron pode ser gato, mas ele não está sempre presente. Por exemplo, aqui no site, na fila do mercado, quando busco minha filha na creche... um cara fofo  sorri para você ou te manda uma mensagem super legal no chat. Vocês trocam uma conversa alegre e descomprometida e essa pessoa demonstra interesse. O que você faz?
Em momentos como esses, há um conflito entre seu instinto animal imediato (faça sexo com essa pessoa agora!) e seu objetivo de longo prazo (fique comprometida com seu parceiro!). Ter o instinto na verdade não é necessariamente errado. É apenas um sinal de que você é humano.
Todos nós, solteiros ou não, somos automaticamente atraídos por pessoas bonitas. Quando estamos diante de uma pessoa atraente, as tendências de aproximação são ativadas automaticamente. Tudo isso acontece sem qualquer esforço ou controle. O contato visual com uma pessoa atraente é realmente gratificante para o nosso cérebro, ativando circuitos relacionados a recompensas.
Considerando como as tendências são universais, automáticas e potentes, isso leva muitas pessoas a se perguntarem: Então por que nem todos traem? Por que algumas pessoas são mais capazes de resistir a essa tentação imediata do que outras?

Pode parecer piegas, mas o amor é a chave

O amor, o respeito e a disciplina são a chave. Nós também podemos ter certas crenças religiosas que nos ensinaram a ficar com um parceiro para sempre e nunca se afastar (mesmo em nossas fantasias). Mas mesmo que você não seja religioso, pode ter certos padrões morais sobre relacionamentos e apenas acreditar que um compromisso exatamente isso: se comprometer apenas com uma pessoa.
Independentemente do porquê você opta por permanecer fiel, o ponto é: nós, como sociedade programamos que ser fiel é o caminho certo. Isso é maravilhoso e não é ruim, mas também explica por que a traição é um problema comum nos relacionamentos. Quando você sente os instintos da natureza, mas tenta suprimir isso com condicionamento feito pelo homem, certamente haverá conflitos e obstáculos. Isso não significa que todos possam trair uns aos outros, mas isso significa que você precisa escolher seu parceiro com sabedoria.
É importante que você se envolva com pessoas que acreditam nas mesmas coisas que você. Portanto, se você tem uma forte crença em relacionamentos monogâmicos e realmente e a traição é algo que você não tolera, então deve se juntar com alguém que acredita no mesmo caminho. Isso diminui suas chances de ser traído.
Claro, não há garantias em nada na vida, mas há passos que você pode tomar para criar o tipo de relacionamento romântico que acredita que é certo para você.

As pessoas são contradições ambulantes

A maioria das pessoas acredita que a infidelidade é uma coisa muito ruim, mas a maioria delas admite que já traíram pelo menos uma vez.
Há muitas razões pelas quais as pessoas são infiéis aos seus parceiros, mas uma possibilidade é que a traição pode parecer um comportamento mais aceitável se pensarmos que é comum e amplamente aceito.
Se pensarmos que a nossa própria traição é algo que não acontece frequentemente (que sou uma pessoa certinha, mas foi só um pequeno deslize), seremos mais propensos a nos deixar sucumbir à tentação. É o famoso pensamento: “Todo mundo está fazendo, então se eu acabar fazendo, aapesar dos meus esforços, não é tão ruim assim”.
Muitas vezes nos comparamos com os outros e nos comparamos ao que acreditamos ser um comportamento típico. De acordo com a teoria da comparação social, se queremos saber onde estamos em um comportamento particular, nos comparamos aos nossos pares. Então se você quer saber se a sua fidelidade ao seu parceiro é típica, pode se comparar com os outros.

Diga-me com quem andas e te direi quem és

Acreditar que nossos amigos são infiéis pode fazer com que esses comportamentos pareçam mais desejáveis e mais prováveis de ocorrer.
Nós não somos apenas influenciados por nossos amigos, mas também por tudo o que acreditamos que seja um comportamento típico entre nossos colegas. Mas, às vezes, nossas percepções sobre o que é normal podem estar erradas. A "ignorância pluralista" ocorre quando as pessoas acreditam que seu próprio comportamento é muito diferente da norma, quando na verdade não é. Isso pode levar as pessoas a mudarem seu próprio comportamento para se aproximarem dessas normas percebidas.

E quando a traída sou eu?

Descobrir que seu marido ou esposa (namorado ou namorada) foi infiel não é apenas um momento de profundo desgosto e choque, mas também é um momento de confusão intensa. Há tantas perguntas sem resposta e muitas emoções esmagadoras.
A maioria dos parceiros infiéis estão profundamente empenhados em salvar seu relacionamento. Eles são honestos, próximos e dispostos a fazer o que for necessário, durante o tempo necessário, para ajudar a curar o coração que eles quebraram. Eles responderão prontamente às perguntas feitas para eles. Vão reconhecer o que eles fizeram e como isso prejudica seu parceiro. Vão mostrar um verdadeiro remorso. Eles terão paciência com seu cônjuge. Terminarão o affair e cortarão todo o contato com a outra pessoa, serão transparentes em relação  a telefone, internet e para onde vão durante o dia. Tudo para ajudar a recuperar o amor e a confiança de seus parceiros. Isso é o que costuma acontecer.
Mas infelizmente nem todos os parceiros infiéis reagirão com honestidade, humildade ou empatia quando sua traição for descoberta. Nem todos trabalharão em colaboração com sua esposa/marido para reconstruir o casamento. Essas pessoas não estão focadas no relacionamento. Elas estão focadas em si mesmas e em como elas conseguirão superar isso com a menor quantidade de drama e inconveniência possível.

Sou eu quem estou traindo!

Se você se encontra já tendo um caso, não se desespere. A primeira coisa que você deve fazer é terminar esse relacionamento o mais rápido possível.
A culpa que você pode sentir é natural, mas evite colocar-se em posição de vítima quando lida com esse problema com seu parceiro.
Sempre que você se sentir culpado, respire fundo e procure a crença em sua "mente" que faz você sentir que fez uma coisa errada. Então perceba que uma crença é apenas um "condicionamento mental". Não há nenhuma verdade final em uma crença, pois ela é apenas uma ideia. Essa simples compreensão te liberta da culpa.
Poucos de nós conseguem entender essa verdade. No fundo, todos nós queremos parar de nos sentir culpados porque isso corrói nosso estado emocional. Então vamos estudar a culpa com mais detalhes.

A verdadeira razão pela qual a culpa surge

A culpa pode ser sentida quando percebemos que fizemos algo errado (de acordo com nossos padrões/crenças pessoais).
Sua mente compara o que você fez com seus padrões/crenças e vem com um veredicto de que você está errado.
A ideia de sua mente de certo e errado (padrões morais) vem do seu condicionamento. Isso inclui condicionamento interno e externo. O condicionamento externo vem do que você aprendeu de seus pais, professores ou amigos. O condicionamento interno vem de dentro (a nível de DNA). A menos que você se torne consciente desse condicionamento, pode ficar preso para sempre no medo e em seus blocos mentais.
Sua bagagem de culpa pode ficar mais pesada com cada noite apaixonada com seu amante, mas agora que você decidiu acabar com tudo e contar a verdade, você vai precisar de muita coragem, com os outros e consigo mesmo.

Você consegue viver com a culpa?

A culpa não é algo divertido para ninguém. E se você realmente está apaixonado por seu parceiro, se sentirá extremamente culpado pelo o que fez.
Então tudo se resume a isso: Você conseguirá viver consigo mesmo e ficar nos braços do seu parceiro depois de fazer todas essas coisas com outra pessoa? Se você não consegue, conte a verdade.
Se você quiser sair como inocente, então guarde o segredo e nunca fale sobre isso com ninguém. Você pode se sentir desconfortável por um longo tempo, e pode até mesmo ter instantes repentinos nos quais deseja confessar. Mas pense no dano que poderia causar e segure essa vontade.
Em vez de continuar traindo e se remoendo de culpa, concentre-se em seu parceiro leal e ame-o da mesma maneira que ele o amam. Em breve a vida poderá voltar ao normal para você e seu parceiro, contanto que você não tente trair novamente só porque não foi pego da primeira vez.
Realmente decidir se quer terminar com um caso pode parecer complicado, mas logo perceberá que decidir se contará ao seu parceiro ou não pode ser algo ainda pior. Então o que você quer fazer?

Você deve confessar a traição?

Vamos ser honestos. Seu parceiro não ficará satisfeito em saber sobre seu caso. Na verdade, ele pode ficar arrasado se descobrir.
Por um lado, eles tiveram seu coração partido porque seu parceiro, a mesma que os abraçou e fez amor com eles, decidiu fazer o mesmo com outra pessoa. Isso é grosseiro, e definitivamente vale a pena um pouco de desgosto. Pelo menos eles saberão a verdade.
Portanto, cabe a você decidir, mas sem um ponto de vista egoísta. Pense em seu parceiro e na personalidade dele quando for tomar essa decisão.

Você (e seu parceiro) podem superar algo assim?

Às vezes é realmente melhor simplesmente confessar e recomeçar. Vai fazer você se sentir melhor depois de um tempo e ajudá-lo a se sentir bem consigo mesmo.
Na maioria dos casos, vemos que uma confissão pode realmente aproximar os parceiros em um relacionamento. Mas isso acontece apenas se ambos estiverem dispostos a deixar tudo para trás como uma memória ruim.

Mas, afinal de contas, como resisto a essa tentação de trair?

Resistir à tentação de trair requer esforço cognitivo. Se você tem muito controle sobre si mesmo, provavelmente terá menos chances de trair seu parceiro. Se você não tem muito controle e quer continuar comprometido com seu parceiro, é melhor que você não seja atraente, rico, famoso, sob muito estresse ou bêbado. XD *brinks*
Mas falando sério, isso torna tudo muito mais difícil. E se esse for o caso, reze para que você não tenah todas essas coisas ao mesmo tempo. Ou então realmente terá problemas.
A melhor maneira de evitar a traição é ter uma forte conexão com seu parceiro. Mostre que o ama pelas pequenas coisas. Aproveite o tempo para se divertir em seu relacionamento, lembre-se do que vocês adoravam fazer quando se conheceram e o que os mantém juntos.
Separe um momento para saírem em um encontro, passem um fim de semana romântico juntos e adicione alguma aventura ao seu relacionamento. Se você conhecer seis necessidades essenciais de seu parceiros, eles sempre querer estar com você.

As seis necessidades essenciais são:

  • Certeza e sensação de segurança;
  • Uma certa sensação de incerteza, na forma de variedade e aventura. Isso mantém esse tempero e emoção em seu relacionamento;
  • Importância. Faça seu parceiro se sentir especial. Se eles se sentir especial, vai querer fazer você se sentir especial também;
  • Amor e conexão. Se vocês tiverem essa conexão e a mantiverem mais forte com a comunicação e contato com os olhos e momentos íntimos, isso os aproximará ainda mais;
  • Crescimento. Acredite ou não, manter um relacionamento sólido se baseia muito em crescimento pessoal, em desafiar um ao outro e se tornar uma pessoa melhor;
  • Troca. Quando seu parceiro lhe dá algo, aceite com um grande agradecimento. Mesmo que seja apenas um elogio ou um abraço, mostre sua apreciação. É tudo uma questão de troca.