Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Relacionamentos

É possível ser amiga de um ex?

Você e seu ex poderão ser melhores amigos somente quando tiverem maturidade e compreensão suficientes para isso. Acredite, não vai ser um caminho fácil, mas no final vale à pena. Como você e seu ex se conhecem muito bem, irão sempre se divertir muito juntos e compreenderão melhor as escolhas um do outro. Apenas lembre-se de que seu ex é agora seu EX, e é hora de você decidir: ser ou não ser amigo.
Como já mencionei em um post anterior, tenho um ex que é constante na minha vida: o pai da minha filha. Não que eu não tenha tido outros ex na minha vida. É que esse é o que me preocupa mais. Nunca fomos amigos depois do nosso relacionamento. Isso parece impossível. Acontece que meu ex descobriu que estou namorando e, ao saber que meu namorado é estrangeiro, já me disse que está pensando em parar de pagar a pensão da minha filha. Sim. Ele é “simpático” a esse ponto.  Como não gosto de arrumar confusão com ele (até porque ele é uma pessoa um pouco perigosa), resolvi aceitar e seguir em frente. Podia ser pior.
Mas isso me fez pensar em se é possível ser amiga de um ex. Terminar um relacionamento nunca é fácil. Não importa quanto tempo durou a relação. Quando duas pessoas escolhem ter um relacionamento, significa que criaram um vínculo emocional e compreensão extra um com o outro. O amor e a compaixão aconteceram naturalmente. E quando essas duas pessoas decidem terminar a relação, significa deixar tudo isso para trás. É difícil para ambos. Passam a ter duas pessoas: aquela que terminou e aquela que foi deixada para trás.
Podem haver muitas razões para o rompimento, e o pior é quando não há razões além da incompatibilidade ou distância. Você sabe, você ama seu parceiro, mas estar juntos não é possível e você decide terminar. Então, o que vem depois? A ruptura significa o fim de tudo ou significa começar uma relação nova com seu ex?

Querido ex-namorado, vamos ser amigos?

O seguinte diálogo aconteceu com minha mãe quando eu tinha 15 anos de idade:
[Eu]: "Mãe, vou sair."
[Minha mãe]: "Onde você vai?"
[Eu]: "Vou encontrar o Marcelo."
[Minha mãe]: "Eu achava que vocês dois tinham terminado."
[Eu]: "Sim, mas queremos ficar amigos."
[Minha mãe]: "O quê? Amigos? Deixa de ser besta! Quando você termina, não pode encontrar a pessoa nunca mais! Todo mundo sabe disso, menina!"
Essa foi uma conversa real depois do meu primeiro término de namoro. E isso me influenciou imensamente depois que fiquei mais velha.
Quando o término acontece, a última coisa que você gostaria de ouvir do seu ex é que vocês ainda podem ser amigos. Não é impossível, mas é uma boa ideia para duas pessoas que estavam apaixonadas, e compartilhavam essa paixão, seguirem por esse caminho, evitando todos os sentimentos românticos e desejo sexual, e permanecer apenas amigos?
Isso depende do quão próximos vocês eram, quão dependentes vocês estavam um do outro, e quanto tempo a relação durou. Quanto menor o tempo gasto, maior a probabilidade de se libertarem da ligação emocional e aceitarem a outra pessoa como um amigo. Alguns casais decidiram ficar amigos, em vez de terminarem tudo com o fim da relação. Mas alguns ficaram muito fechados, muito dependentes um do outro. Isso torna impossível para eles conversarem como amigos ou se comportarem dessa forma.
Ser amigo de um ex não é fácil. É necessário um compromisso de ambos os lados. Limites apropriados devem ser definidos e seguidos. Mas o mais importante de tudo são esses dois pontos: estabilidade mental e certeza. Você deve ter certeza de que o término da relação é o que você realmente quer. Cruzar os limites só danificará o estado mental de ambos os lados e atrasará ainda mais as coisas. Isso pode causar mal-entendidos e, eventualmente, vai transformar tudo em algo amargo. Terminar um relacionamento e depois ficar voltando em cima de brigas e conflitos é a pior coisa que pode acontecer, e acontece em muitas relações.
A decisão de se tornarem amigos após o término deve ser mútua. No entanto, esteja preparado para entender que não é tão fácil quanto parece. Haverá momentos de devaneios emocionais e conflitos de pensamentos. Haverá tensão e ansiedades do passado, culpa e lágrimas. Conhecendo todo o cenário possível, esteja preparado para levá-lo da forma mais tranquila possível. Tenha em mente que é apenas um transbordamento emocional temporário. Tente manter as coisas simples e evite brigas e abusos. Tudo pode acabar realmente tão mal que vocês dois podem nunca ser amigos, como também começarão a duvidar da relação que tinham um com o outro.

Por que me sinto tão mal quando vejo meu ex?

Quando nos separamos de alguém, nossos antigos sentimentos pela pessoa podem continuar, mesmo que a situação tenha mudado radicalmente. Isso pode ser confuso e muito frustrante. Mas, ao longo do tempo, esses sentimentos negativos ficam mais fracos e passam. Evitar o seu ex tanto quanto possível por um tempo pode ajudar. Manter-se ocupado e tentar coisas novas também pode ajudar a distrair um coração partido.
Mas e se vocês também tiverem filhos juntos ou trabalharem no mesmo lugar? Parece que vocês serão obrigados a se tornar amigos. E o que você pretende fazer quanto a isso? Dará um gelo nele toda vez que ele aparecer para ver seus filhos? Isso daria bastante trabalho e criaria um clima ainda pior. Então por que não tornar a sua vida um pouco mais fácil, já que vocês terão que se encontrar de qualquer maneira? Certo?
ERRADO.
Digo isso porque ficar amigos (apesar de parecer ser a coisa mais ética e fácil de se fazer) nunca dá certo enquanto um dos dois sofre. Você não pode esperar ficar amigo se ainda está emocionalmente envolvido no relacionamento. A outra pessoa irá tratá-lo como amigo, vai te contar como a nova vida sem você se desenrola, e não vai te poupar de todos os detalhes. Ele vai te testar para verificar constantemente se ainda tem poder sobre você (irá jogar jogos estúpidos que você sempre irá perder). Você VAI sofrer mais do que deveria, e prolongará sua recuperação desnecessariamente.
Ficar amigos depois de um término não funciona. Pelo menos, não no começo. Isso é o que meus relacionamentos fracassados no passado me ensinaram e é exatamente o que minha mãe queria que eu aprendesse.

E quando viramos amigos, mas continuamos nos encontrando para fazer sexo?

Idealmente, seu ex é alguém com quem você está confortável, mas desde que você não esteja planejando um futuro com ele, você não sente a necessidade de impressioná-lo o tempo todo. Quem se importa se ele acha que sua última fantasia sexual é estranha? Remover o compromisso da equação pode adicionar um elemento de libertação para algumas pessoas.
Felizmente, na era moderna dos namoros on-line, não há escassez de parceiros sexuais em potencial. O que torna um relacionamento sexual com um ex algo único é que, ao contrário de encontros aleatórios com pessoas que você provavelmente nunca verá novamente, ele pode envolver um nível de conexão real com outro ser humano.
Apesar de eu não recomendar esse tipo de relacionamento, aqui estão algumas dicas para desfrutar dele sem se machucar:
  • Não se esqueçam de realmente serem amigos: A melhor coisa que você pode tirar desse relacionamento de "amigos com benefícios" é a amizade. A maioria das pessoas se concentra na parte dos benefícios dessas relações e esquece que a amizade se destina a ser a base desse "acordo". Não estou transando com meu ex porque quero ter um sexo mais descontraído. Estou transando com uma pessoa cuja companhia eu aprecio de verdade. Quero a presença e a conversa dele, tanto quanto quero seu corpo nu;
  • Vocês dois precisam ser extremamente honestos um com o outro: o que acontece se um de nós começar a pensar em voltar a ficar juntos de verdade? O que acontece se um de nós começar a sair com outra pessoa? Como será essa relação se um de nós acabar seguindo em frente? Embarcar em uma relação de sexo com o seu ex não é algo sem riscos. por isso, ambas as pessoas precisam fazer um esforço para se protegerem. Por isso é importante serem honestos sobre o que estão sentindo e o que querem;
  • Seu ex precisa estar enriquecendo sua vida amorosa, não impedindo que você tenha uma, se é isso que você quer: O sucesso desta situação depende do fato de que o ex e você estão ambos em um período de transição. Vocês dois não têm tempo/energia/desejo para se dedicarem a escolher alguém novo dentre vários pretendentes e, finalmente, iniciarem um novo relacionamento. Obviamente, isso nem sempre será o caso para vocês dois. E quando suas circunstâncias mudarem, será a hora de vocês reavaliarem seu tempo juntos. Vocês precisam estar cientes disso.

Será possível voltarmos a ficar juntos como um casal?

Alguns casais voltam a ficar juntos, mas geralmente isso só dá certo se as coisas forem diferentes de como eram quando eles se separaram.
Se você está se sentindo bem e ambos se sentem atraídos uns pelo outro novamente, pode haver uma chance. A única maneira de saber com certeza é sentarem juntos e conversarem sobre isso.
Mas você está sendo realista?
Se a outra pessoa encontrou alguém, realmente não vale a pena desperdiçar sua vida esperando caso ele resolva voltar correndo para você. Claro, isso é difícil. Ver o seu antigo parceiro com alguém novo pode ser difícil de lidar. Você terá que aceitar que ele mudou e seguiu em frente, mas é aconselhável evitar situações em que você possa vê-los juntos.
Se é você que tem alguém novo, leve em consideração os sentimentos do seu antigo parceiro e vá namorar em algum lugar onde ele não possa vê-los.
Intencionalmente tentar fazer ciúmes em seu antigo parceiro é algo inaceitável e desumano. Qualquer pessoa que perceba que você está fazendo isso irá se decepcionar com você, e com razão. Enquanto isso, seu novo parceiro poderá se sentir usado e se perguntar por que você ainda está obcecado com seu ex. No final, você sai perdendo.

Mas, afinal de contas, vamos conseguir voltar a ser amigos?

É possível. Muitos casais conseguem ser amigos novamente. O principal é não apressar as coisas. Ambos vão precisar de espaço para ajustar e superar o fim do relacionamento. Isso provavelmente significa ver menos um ao outro por um tempo. Pode ser útil pensar nisso como uma nova amizade. Como acontece com qualquer amizade, leva tempo para conhecer um ao outro e construir a confiança. Tentar ser amigos novamente é uma má ideia se houve algum tipo de abuso ou intenção escondida.
Não importam as circunstâncias, términos são difíceis. Mesmo se vocês tiverem sorte o suficiente de se separarem de forma amigável, ainda estarão com sentimentos de tristeza, perda e até mesmo fracasso. Não é apenas um naufrágio emocional. Sua rotina diária é virada completamente de cabeça para baixo. A troca de mensagens de manhã cedo, os encontros para jantar depois do trabalho e os domingos tranquilos no sofá serão coisas do passado, e você se encontrará lutando contra o desejo de pegar o telefone e discar aquele número familiar (querendo manter seu senso de normalidade). Enquanto você está confiante de que o término foi a coisa certa a se fazer, não poderá se deixar levar por essas sensações de tristeza e vazio.
Mas estou curiosa. Vocês acham que conseguem ser amigos de ex namorados? Você já ficou amigo de um ex? Se sim, quanto tempo demorou para você estabelecer a amizade após a separação? Como isso afetou seus relacionamentos futuros? Resumindo: você acha que é uma boa ideia? Coloquem nos comentários!