Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Relacionamentos

Cuidado com os passivo-agressivos, até online!

O comportamento agressivo passivo assume muitas formas, mas geralmente pode ser descrito como uma agressão não-verbal que se manifesta no comportamento negativo. É quando você está com raiva de alguém, mas não sabe ou não consegue dizer.
Uma amiga minha está em um relacionamento online há cerca de seis meses. Eles até já se encontraram algumas vezes e tudo parece maravilhoso. Ela até fala que eles não brigam. Mas o problema é que ela se sente infeliz, como se estivesse um clima estranho. Falei com ela que ela pode estar em um relacionamento com características passivo-agressivas.
Em relacionamentos assim, em vez de se comunicar com honestidade quando você se sente chateado, irritado ou desapontado, você esconde seus sentimentos, se desliga verbalmente, manda olhares irritados ou manda indiretas, faz mudanças óbvias no comportamento, é obstrutivo, mal-humorado ou coloca um muro em torno de si mesmo. Também pode envolver indiretamente resistir a pedidos de outros, sendo evasivo ou criando confusão em torno de alguma questão simples. As coisas não parecem andar. Pode ser algo mais sutil (escondido) ou aberto (evidente e óbvio).
Muitas vezes, as pessoas confundem raiva com agressão, mas não são a mesma coisa. A raiva é um estado de excitação psicológica, geralmente em resposta a uma ocorrência desagradável ou ameaçadora, enquanto que a agressão é um comportamento destinado a causar danos. A agressão pode ocorrer sem raiva. Uma pessoa que entra em embate com alguém em uma partida de boxe é agressiva, mas não necessariamente está irritada. Muitas pessoas usam esportes/exercícios para extravasar tendências agressivas de forma segura. Mas geralmente a raiva é uma causa comum de agressão.
A agressão passiva é um padrão de comportamento destrutivo que pode ser visto como uma forma de abuso emocional em relacionamentos que se afastam da confiança entre as pessoas. É uma criação de energia negativa que é clara para os envolvidos e pode criar dores imensas para ambas as partes.
Acontece quando as emoções e sentimentos negativos se acumulam e são mantidos em uma necessidade auto imposta de aceitação por parte do outro, dependência do outro ou para evitar ainda mais argumentos ou conflitos. E isso pode acontecer até mesmo online, com os dois à distância.
O comportamento passivo-agressivo é uma ótima demonstração da complexidade da comunicação interpessoal humana, como o fato de que você pode dizer "Estou bem", enquanto sua linguagem corporal e tom revelam claramente que você não está. Ou como parar de falar com alguém pode revelar sua frustração com essa pessoa mais do que se você realmente falasse sobre isso.
E não podemos ignorar o fato de que o comportamento passivo-agressivo também é abundante através de meios tecnológicos. Mensagens curtas, e-mails sem resposta, status do Facebook declarando "alguém" como um idiota, esperando que a carapuça sirva. Independente do meio, as pessoas podem ser passivo-agressivas. Sem dúvida, antes da internet, as pessoas mandavam cartas frias umas às outras.

Mas por que é tão ruim? Com certeza alguém que nos ameace a arrancar nossas entranhas com uma colher enferrujada é pior do que alguém que não te faça chá quando todas as outras pessoas receberam, não é?

Com certeza! É muito mais fisicamente alarmante. Mas de certa forma, também não é pior, porque é algo lógico. "Eu derramei a cerveja desse cara, então agora ele quer me matar". Isso não é algo que precisa ser descoberto. Mas o comportamento passivo-agressivo é ambíguo. O cérebro não lida bem com a ambiguidade ou a incerteza. Como com dissonância cognitiva, o comportamento "aceitável", combinado com os efeitos/maneirismos hostis, causa sofrimento mental e desconforto. Com o comportamento passivo-agressivo, a resposta apropriada é impossível de se concretizar, causando ainda mais angústia e frustração.
Do ponto de vista de um relacionamento, o comportamento agressivo-passivo pode ser o tipo de comunicação mais difícil de se tratar, pois você não tem certeza com o que está lidando.
As pessoas passivo-agressivas precisam ser tratadas com cuidado. Por quê? Porque elas claramente têm problemas quando se trata de comunicação e isso significa que você precisa ter cuidado com o que você diz. Há uma razão pela qual elas estão sendo passivo-agressivas, não apenas com você e com seu problema.
O maior problema que aqueles que são passivo-agressivos têm é não serem capazes de se comunicar efetivamente. Em vez de apenas confrontarem alguém sobre o que os irrita, elas escrevem pequenas mensagens grosseiras ou fazem comentários em redes sociais dirigidos indiretamente a alguém.
Eles não sabem como resolver um problema através da comunicação simples. E isso é algo que todos deviam aprender a fazer. Porque se você não conseguir falar sobre o que está te incomodando, você acabará com uma tonelada de problemas engarrafados e isso pode afetar muitos aspectos diferentes da sua vida.
Mas se você suspeita que isso está acontecendo com você ou seu relacionamento, existem muitas maneiras diferentes pelas quais o comportamento passivo-agressivo pode ser identificado:

Se ressentir com as exigências dos outros

Quando outros fazem pedidos ou demandam algo delas, as pessoas passivo-agressivas muitas vezes veem isso como algo injusto. Ao invés de expressarem seus sentimentos, elas vão engolir isso e se ressentir da outra pessoa por fazer tais demandas. Elas rapidamente se esquecem que não precisavam ter concordado com a demanda, ou que poderiam ter expressado seus sentimentos no momento em que o pedido foi feito.

Atitude hostil

Como muitas vezes assumem que os outros sabem como elas se sentem, as pessoas passivo-agressivas tendem a assumir de imediato que qualquer coisa que não aprovarem foi uma intenção velada da outra pessoa de serem desagradáveis com elas. Por exemplo, elas podem assumir que seu chefe sabe que elas têm uma carga de trabalho muito pesada. Portanto, quando o chefe faz um pedido a elas, elas assumem que ele tem algo contra elas e que estão sendo muito pressionadas. Nunca passa pela cabeça delas o fato de que elas poderiam comentar com o chefe delas que elas já estão com um cronograma apertado e se ele não poderia pedir ajuda para outra pessoa.

Erros intencionais

Mais uma vez, em vez de dizer “não”, as pessoas passivo-agressivas às vezes acham mais fácil executar deliberadamente mal uma tarefa. A esperança é que elas não sejam novamente solicitadas devido ao trabalho de qualidade inferior.

Disfarçando críticas com elogios

No começo, as pessoas passivo-agressivas podem parecer agradáveis e calorosas. Muitas vezes parecem ser até bem elogiosas. Só depois de um tempo você percebe que o elogio estava disfarçando um algum tipo de agressão ou crítica.

Dando um gelo

Conforme falado no início, o comportamento passivo-agressivo é reconhecível pela desconexão entre o que está sendo dito e o que está sendo feito. E nada se destaca mais do que o famoso “gelo”. O silêncio geralmente significa acordo, mas não neste caso. Quando você está recebendo o gelo, percebe que a outra pessoa está longe de tentar ser agradável. Ela tem um grande problema com você e se permite vencer ao não se deixar perder, ou seja, não resolve a questão e prefere não conversar sobre isso.
Existem outras duas versões comuns do gelo. Uma é responder a pergunta "Tem alguma coisa errada?" com "Nada", quando certamente há algo errado. A segunda, que infelizmente eu costumava usar, é responder a qualquer pergunta com apenas uma palavra. Isso pretende sinalizar que existe um problema, sem que você tenha que dizer isso. Eu costumava me orgulhar da complexidade das questões que eu poderia responder com apenas uma palavra. Tão burra! Sério, não façam isso!

Desamparo calculado

Acontece quando uma pessoa age continuamente como se ela precisasse de ajuda – deliberadamente fazendo um trabalho ruim pelo qual muitas vezes ela é explicitamente responsável.
Padrões de comportamento não assertivos e passivo-agressivos podem ser aprendidos na infância como estratégia de enfrentamento a pais que podem ter sido muito controladores ou não permitiram com que seus filhos expressassem seus pensamentos e sentimentos livremente. Para lidar com isso, a criança pode adotar um padrão de comportamento passivo-agressivo.
Por exemplo, se uma criança foi ridicularizada ou punida por expressar abertamente seus sentimentos ou discordar de seus pais, ela pode aprender a substituir a expressão aberta por resistência passiva, concordando com o que a mãe ou o pai diziam para ser uma "boa criança" ou não falando com honestidade sobre nada. Se houve um padrão consistente dentro da família de punição ou rejeição por se afirmar, a criança pode ter aprendido a se rebelar passivamente.

Como lidar com pessoas passivo-agressivas e manter sua calma

Sim, as pessoas que preferem fazer observações sarcásticas e escrever mensagens que escondem uma agressão são irritantes. Você pode ficar bravo e querer gritar com elas em vez de conversar. Você pode mesmo ficar irritado por algo que seria uma solução rápida se a pessoa simplesmente falasse com você.
Mas infelizmente elas não vão falar. E isso significa que você agora terá que lidar com essa pessoa enquanto está ligeiramente irritado ou até mesmo com raiva dela. Veja aqui como você pode lidar calmamente com o comportamento passivo-agressivo.

Compreenda de onde essa raiva está vindo

Eu sei que é frustrante quando a pessoa está agindo dessa forma, mas você precisa avaliar calmamente a situação como ela é. De onde está vindo com esse comportamento? Obviamente vem de um lugar de mágoa. Essa pessoa está chateada.
Se você der um passo atrás e olhar para além do aborrecimento no comportamento dessa pessoa, a verdade será muito óbvia. Ela está machucada e não tem certeza de como transmitir essa mensagem. Compreender isso pode ajudar a acalmá-la para que você possa prosseguir com uma atitude mais agradável.

Descubra qual é o problema antes de ir falar com ela

Se você puder identificar a causa do comportamento, faça isso. Pense no que você fez ultimamente e no que você poderia ter feito para que essa pessoa ficasse zangada. Honestamente, você provavelmente irá descobrir o melhor apenas ouvindo os comentários passivo-agressivos. Vai soar alto e claro.
Quando você souber o que fez ou por que a pessoa está chateada, poderá agir de acordo. Talvez tenha sido apenas um mal entendido o tempo todo. Ou talvez ela tenha uma razão legítima e você simplesmente não percebeu isso.

Evite usar palavras ásperas

Novamente, não use nenhuma palavra que cause culpa. Evite dizer algo que irá perturbar a pessoa ainda mais. Ela simplesmente não é boa em se comunicar. Gritar ou confrontá-las com uma atitude agressiva só irá piorar as coisas. Mantenha sua voz tão calma e sem julgamento quanto possível.

Apenas pergunte o que está errado – calmamente

Se você abordar a pessoa com preocupação e perguntar o que está incomodando ela, é mais provável que você receba uma resposta melhor do que se você simplesmente gritasse e falasse o quanto ela é irritante. Vá até ela e diga algo como: "Ei, você parece meio irritada ultimamente. Aconteceu alguma coisa?"
É uma maneira simples de fazer deixar a coisa toda rolar. Se ela te expulsar e se recusar a dar um motivo, deixe pra lá por enquanto. Tente novamente quando ela estiver em um estado de espírito mais calmo.

Se mantenha positivo

A positividade tornará muito mais fácil lidar com as pessoas passivo-agressivas. Sei que pode ser difícil, mas você pode ir usando essa atitude até conseguir descobrir o que está acontecendo. Concentre-se em manter uma atitude positiva e feliz e isso tornará mais fácil se aproximar e lidar com a situação.
Não só a pessoa se sentirá mais confortáveis ​​conversando com você quando você for positivo, mas será mais fácil para você conversar com a pessoa sem perder a cabeça. Sorria, seja educado e depois ajude a pessoa a se abrir.

Ignore um pouco a pessoa

Isso pode parecer ir no sentido oposto de tudo o que eu falei, mas às vezes tudo o que você pode fazer é ignorar o comportamento passivo-agressivo na esperança de que ele pare. Se você tentou todo o resto e não está funcionando, esta pode ser sua melhor aposta. A pessoa provavelmente continuará fazendo comentários, mas eventualmente irá parar e você ficará em paz novamente.
Conhecer a maneira correta de lidar com o comportamento passivo-agressivo pode te poupar de muita irritação e potenciais brigas. Mantenha a calma e comece uma conversa... ou não. Analise e veja o que é melhor.