Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Relacionamentos

Algumas pessoas precisam ficar caladas

Reuniões de família podem ser muito divertidas. Outras vezes, podem ser piores do que pular de uma ponte com um peso nos pés. Esse fim de semana fui em um churrasco na casa de alguns parentes e adivinhem? Eu preferia pular de uma ponte.
Vou ser mais específica. Eu gosto da minha família. Acredito que passamos bons momentos juntos. Mas algumas escolhas que fiz na vida parecem não agradar alguns, especialmente minha tia e alguns tios e primos. O motivo para tal comoção? O fato de eu ter escolhido parar de procurar parceiros entre os homens que moram na minha comunidade e cidade. Além do fato de ter resolvido me inscrever em um site de relacionamentos online.
Entendam que essa minha decisão não foi recente ou impensada. Já faz um tempo que desisti de procurar sempre os mesmos tipos de homens que vivem ao meu redor, na minha realidade. Quero expandir meus horizontes. Quero conhecer pessoas novas e que pensem da mesma forma que eu. Como já disse em um post anterior, estou cansada de conhecer pessoas com as quais preciso mudar, deixar de ser eu mesma, preencher um padrão imposto pela sociedade.
Nós, brasileiras, sabemos que temos um padrão e expectativa em torno de nós. Precisamos ser bonitas, desejáveis. Não podemos praticamente ser nada além disso. Mulheres objeto. Mulheres que são lindas, cuidam da casa e são boas na cama. Mulheres que só existem na imaginação dos homens. Precisamos aguentar grosserias, machismos e traições. Somos mulheres idealizadas, impossíveis de existir no mundo real. E eu cansei disso.
É difícil encontrar alguém que pense diferente na realidade em que vivo. Se não nos ajustamos a esse padrão, o homem parte para outra, pois sabe que encontrará mulheres dispostas a fazer isso por ele. Há milhares de mulheres e homens assim, e eu percebi que não me encaixo nisso. Não me sinto feliz.
Portanto, pesquisando na internet, resolvi me inscrever em um site de encontros online. Mas não se trata daqueles sites e aplicativos que juntam pessoas que estão interessadas apenas em sexo fácil. Trata-se de um site sério, no qual posso conhecer pessoas do mundo todo com os mesmos interesses que eu.
E esse foi o motivo de discussão do meu churrasco em família. E de todos os churrascos desde que eu comecei a conhecer pessoas online. Minha tia, em especial, acredita que minha busca nesses sites se dá ao fato de eu ser «incapaz de me relacionar com homens de verdade». Meus primos brincam dizendo que só vou encontrar estrangeiros interessados em uma prostituta brasileira. Apesar de sites de relacionamento online serem algo comum hoje em dia, ainda há muito preconceito. Eu mesma já fui uma dessas pessoas. Antes de experimentar e ver como era, tinha o meu «pré-conceito» sobre o assunto.
Depois dessa tarde em família, cheguei à conclusão de que algumas pessoas deveriam evitar se dar ao trabalho de falar. Uma vez ouvi uma frase que dizia: «Cuide para que suas palavras sejam melhores que seu silêncio». Lembrei disso enquanto ouvia horas de uma ladainha interminável. As pessoas adoram opinar sobre o que não conhecem.