Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Namoro Online

Vamos fazer uma troca

Às vezes eu esqueço que sites de relacionamento também são uma boa oportunidade de conhecermos pessoas novas e trocarmos informações sobre novas culturas. Confesso que, desde a conversa com o Aaron, comecei a pesquisar algo sobre a Islândia. Me peguei digitando o nome do país na internet e me imaginando visitando esta ilha nórdica. É realmente um local muito diferente do Brasil. Tão diferente que não parece nem existir. Como deve ser morar em um lugar com um clima tão diferente? Eu nunca saí do Brasil e nunca via a neve.
Em um dos meus dias de folga essa semana, minha filha estava na creche e eu estava curtindo minha tarde ociosa. Abri o site de relacionamentos que estou usando e fui visitar o perfil do Aaron. Só pelo prazer de ver a foto dele e suspirar um pouco (^.^). Para minha surpresa, nesse momento recebi uma mensagem dele. Confesso que meu coração deu um pulo. Colocarei parte da conversa aqui:
 
“Vi que você está online e não pude perder a oportunidade de dizer olá. Olá.”
“Olá. Eu estava pensando em você. Muita coincidência.”
“Ah... Eu... também... estava pensando em você.” (Meu Deus! Tem como ele ser mais fofo? (*^.^*) O que eu disse o deixou sem saber o que dizer e, mesmo assim, ele estava pensando em mim. Até EU fiquei sem graça depois disso).
“Eu estava pesquisando sobre a Islândia. Confesso que era um país sobre o qual eu nunca havia pesquisado antes. Então eu estava vendo algumas fotos quando você veio falar comigo.”
“Se você tiver alguma curiosidade, posso responder a qualquer pergunta que você tenha.”
“Não vou tomar seu tempo perguntando sobre coisas específicas do lugar. Posso perguntar essas coisas quando nos encontrarmos ao vivo (Sim, eu fui bem ousada, mas não pude resistir. Queria dizer, de alguma forma, que gosto de conversar com ele e que gostaria de conhece-lo melhor e, quem sabe, encontra-lo). Eu gostaria de saber mais sobre você. Você sentiu muita diferença quando veio ao Brasil, em relação ao seu país?”
“Hum... O Brasil é bem diferente. Eu moro em Reykjavík, a capital, e é a maior cidade da Islândia. Eu acho que só o Rio de Janeiro é maior do que a Islândia inteira.”
“O quê?????”
“É um país pequeno, o clima é bem diferente e as pessoas também. Acho que há um mundo de diferença entre o Brasil e o meu país.”
“Imagino que seja um lugar bem frio, até pelo nome.” (em inglês “Islândia” é “Iceland”).
“Sim. Tem lugares que neva o ano inteiro. Eu fui no Brasil no inverno uma vez e senti muito calor.”
“Hahahahaha! Imagino que sim. Eu nunca vi a neve.”
“É muito bonito. Posso um dia te mostrar.”
 
Nessa parte cheguei a sentir um calafrio (^o^). A conversa continuou com nós dois trocando informações sobre nossos países, o que gostamos de fazer, que livros gostamos de ler e coisas do tipo. Realmente o país dele é como um mundo totalmente diferente. O dia a dia dele é totalmente diferente. Imagino como seria andar pelas ruas de um país assim, ver coisas e pessoas diferentes do que estou acostumada. Deve ser uma experiência inesquecível. E, somado a isso, estar ao lado de um deus nórdico maravilhoso (@[email protected])... sem palavras.
O que achei mais interessante foi que ele deu em cima de mim, mas de uma forma muito sutil e respeitosa. Em todo momento, percebi que ele se concentrou mais em me conhecer melhor do que fazer alguma piadinha ou insinuação esquisita.
Hoje eu realmente descobri que os sites de relacionamento também podem ser ótimos não só para paquerar, mas também para conhecer outras culturas. Estou muito feliz. (^_^)/