Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Histórias de Sucesso

Encontro dos sonhos - Parte 1

Vocês devem se lembrar que o Aaron me mandou uma mensagem há quatro dias. Me desculpem. Vocês devem estar ansiosos para saber o que aconteceu. Eu resolvi esperar para postar alguma coisa porque combinamos de nos encontrar no domingo passado (dia 23 – ontem).
Eu resolvi separar esse post em dois porque queria contar em mais detalhes como foi. Queria dizer minhas considerações sobre tudo, então não fiquem muito ansiosos, mas ainda vou escrever a segunda parte. >‿<
Nós combinamos de nos encontrar para almoçar em um restaurante bem conhecido. Minha filha já ia ficar na casa de uma grande amiga porque eu ia trabalhar nesse domingo. Como eu disse, eu trabalho em um hotel, então alguns domingos eu preciso trabalhar e sempre deixo minha filha com essa amiga de confiança. Mas eu consegui trocar minha folga com uma colega de trabalho e fiquei com o domingo livre. (^_^)/
Preciso lembrar que nós vimos nossas fotos no site e sabíamos como cada um era. O rosto dele não seria uma surpresa para mim. Nem o meu para ele. Também havia visto fotos de corpo inteiro. Mas, apesar de todas essas fotos, nada havia me preparado para o que eu vi quando nos encontramos pela primeira vez.
Eu cheguei no restaurante e ele já estava sentado na mesa. Quando me viu, ele se levantou para me cumprimentar. E ele era... grande. Sei que eu o chamava de deus nórdico em meus posts, mas ele realmente parece um deus nórdico. Não estou tentando me gabar nem nada, mas eu realmente fiquei impressionada. Não sou muito alta, mas não sou baixinha. Minha altura é por volta de 1,65. Por isso, acredito que minha estatura é mediana. Mas eu não estava preparada para isso. Sei que colocamos nossa altura no site, mas eu nunca prestei atenção nisso. Imagino que ele deve ter por volta de 1,90. Sem brincadeiras. E ele não é magro. Ele é forte. Ele é... grande.
Ele estava usando calça jeans e camisa social preta simples. Seu lindo cabelo loiro e longo estava preso em um rabo de cavalo. Eu já havia visto fotos, mas ele é muito mais do que eu imaginava. Só a presença dele, ali na minha frente, me deixou impressionada. Confesso que fiquei sem palavras.
Como um cavalheiro, ele puxou a cadeira para mim. Lembro que ele sorriu e pediu que eu indicasse algo no menu. Eu ainda estava maravilhada por ele... e ele falou isso sorrindo... e foi um dos sorrisos mais lindos que eu já vi. Eu sei que estou repetindo as mesmas coisas, mas quero que vocês entendam como eu me senti. Eu senti borboletas no estômago. Não consigo me lembrar quando senti isso antes na minha vida. Eu sei que já senti isso, mas faz tanto tempo que nem me lembro. E lá estava eu, sentada na frente daquele homem maravilhoso, me sentindo como uma adolescente.
Nós conversamos sobre muitas coisas. Sobre a cidade, sobre nós mesmos, sobre família e trabalho. Ele sempre sorria. Não sei o que se passa na cabeça dele, mas ele parecia muito feliz. Eu também estava. Apesar das borboletas, eu me sentia muito à vontade. Em momento nenhum me senti desconfortável ou entediada. Ficamos muito tempo no restaurante e depois resolvemos sair para dar um passeio.
E eu vou contar como foi o resto do dia no próximo post. Desculpem por isso, mas eu queria que esse post se concentrasse nas minhas impressões. O próximo vai falar mais sobre como se desenrolou o resto do dia. Aguardem. (^o^;>