Menu do Blog
Era uma vez nos encontros na internet

Arquivos

 

Conselhos de Namoro

Vamos melhorar o português

Eu entendo que, quando se trata de smartphones, mensagens de texto e mídias sociais, diminuir palavras ou substituí-las por abreviações pode ajudar bastante. Às vezes é até necessário. O problema, para mim, não são nem as abreviações ou gírias de internet, mas quando as pessoas esquecem até o português mais simples. Sei que é chato ter alguém fiscalizando a forma como você escreve, mas acredito que, em um ambiente como o de sites de relacionamentos, você quer causar uma boa impressão e, principalmente, se fazer entender.
Eu não acho que a pessoa deva saber o português muito bem. Alguns erros acontecem. Mas não consigo deixar de pensar que o erro com algumas palavras e expressões me passa uma certa impressão de preguiça de tentar escrever certo.
Andei pensando nisso porque hoje de manhã recebi uma mensagem de uma pessoa que não conheço. Seguindo a tendência dos meus posts anteriores, colocarei o que ele escreveu em negrito, o que eu respondi em itálico e meus comentários pessoais entre parênteses. Também sublinharei o que achar pertinente. Como sempre, divirtam-se (^_^)/:
 
“vc e linda.”                                                                        
“Obrigada.” (Por que eu me incomodei de responder? Nem eu sei... (=_=)~)
“queria t conhecer melhor agente podia marcar de c encontrar vc pode ser minha linda” (Tantos problemas... erro de português e pontuação. Pessoal, não comam os pontos e vírgulas)
“Você também podia escrever um pouco melhor. Fica um pouco difícil de entender...”
concerteza mais naum to acustumado com cel teclado e muito pequeno” (Sério... Você está tentando me convencer de que o problema é só o teclado do seu celular? Vou dizer novamente que sei que as gírias de internet existem e que abreviamos ou mudamos algumas palavras (por exemplo, “não” vira “naum”), mas ele quer me convencer de que os erros de português dele são culpa do teclado? E o corretor ortográfico?
“Seu corretor ortográfico não pode te ajudar?”
“naum ta me ajudando mais vc pode mim ajuda linda.” (Socorro... (╥﹏╥))
“Eu não sei se posso te ajudar, amigo. Me desculpa.”
“nada haver naum to afim de fala cum mule mau cumida naum preciso fala direito praa pega vcnaum vale o isforsso” (Não vou nem sublinhar mais nada)
 
E nossa conversa terminou por aí. Sei que na internet tem rolado um termo chamado “gramar nazi”, que significa, mais ou menos, “nazistas da gramática”. Não concordo com esses extremismos e fiscalização excessiva. Acredito que todos cometem erros e as pessoas não devem ser ridicularizadas por isso. Meu problema é que alguns erros são tão complicados que chega a ser difícil de sequer entender o que a pessoa quer dizer.
Todos nós cometemos erros, mas temos ferramentas que nos ajudam com isso hoje em dia. A tecnologia pode ser usada a nosso favor. Nos celulares há os corretores ortográficos. Sei que ele às vezes troca palavras, mas ele não comete erros de português. Nos computadores, o Google e o próprio Word também apontam e arrumam erros. Por exemplo, para escrever esse post, o Word consertou diversas palavras que eu estava transcrevendo erradas de propósito (para ser fiel à conversa que eu tive). Ele já reconhece o erro e quer arrumar.
Para esclarecer melhor a questão, vou deixá-los com a seguinte pergunta: Se você fosse responder um e-mail do seu chefe ou escrever seu currículo, você escreveria assim? Se não, por que então escreve assim em um site de relacionamentos? Você não quer impressionar pessoas em ambos os casos? Fica a reflexão.